Briefing Virtual: BRM 300 km Misto de Guararema – Jan/2021

Largada

Leia o nosso post sobre como será o protocolo de largada.

A Rota

Fizemos várias alterações em relação a rota de 2020. O percurso foi invertido e com alterações no trecho de terra, para que as chuvas de fim de tarde, comuns nessa época do ano, não inviabilizem a rota.

A rota terá 305 km e 5000 metros de altimetria acumulada. O tempo limite é de 20 horas, e é preciso fazer uma velocidade minima de 15 km/h.

Recomendações para rotas mistas (asfalto e terra)

O RMC tem um gosto especial por rotas mistas, e esse é o nosso segundo evento do ano calendário 2020/2021, num total de 13 rotas, e também uma válida para o Troféu Paralelepípedo Dourado.

Algumas recomendações importantes:

  • Leve Lubrificante de Corrente
  • Leve Pastilha/Sapata de Freio reserva
  • Os trajetos mistos requerem muita atenção à navegação. Sempre recomendamos o uso de um GPS específico para isso. Telefones celulares e relógios com GPS e mapas também ajudam. O mapa oficial é o do Ride with GPS. O mapa do Strava ou em qualquer outra plataforma é uma boa referência, mas se atendem bem ao caminho indicado.
  • Atenção à pressão dos pneus: cheios demais matam o corpo na terra, murchos demais te seguram no asfalto
  • Bicicleta regulada nem precisamos comentar…
  • Faróis decentes!!!! Quanto mais luz, mais seguro e mais rápido é na terra
  • Levem dinheiro vivo para as “vendas”
  • Protejam celular e carteira de chuva e barro! Ainda mais que vários PCs tem comprovação de passagem por fotos
  • Estamos no verão, período muito chuvoso, dessa forma as estradas se transformam a cada chuva. Muita atenção à valetas, degraus e trechos pedregosos, ou mesmo enlameados
  • Não percam tempo!!!! “Os PCs são lugares hostis”!!!! Fujam!!!! Qualquer 5 minutos é precioso!!!

Guararema (Pousada Maria Laura) até a Redenção da Serra (Bar do Pescador)

Novamente vamos utilizar a Rota da Luz como base do percurso. O trecho de Guararema até Rendenção da Serra.

Rota da Luz faz parte da iniciativa Caminha São Paulo da Secretaria de Turismo, saindo da Estação Estudantes de Mogi das Cruzes e indo até a Basilica de Aparecida, passando predominantemente por estradas de terra.

E é essa a idéia do percurso misto, passar no trecho e seguir as marcações existentes, seguindo as setas amarelas (e algumas vermelhas):

O BRM 300 vai seguir o sentido oposto ao dos BRMs 200 e 400. Saindo da pousada siga à direita até a Ponte sobre o Rio Paraíba do Sul, e depois da ponte, pegue à esquerda, sentido Santa Branca.

A estrada entre Guararema e Santa Branca é bem batida e movimentada, não precisamos mencionar que precisam ter atenção. Nossa recomendação é que parem na Padaria Rainha, caso precisem, e se abasteçam já que, não terá quase nada até Paraíbuna.

A saída de Santa Branca será por uma subida asfaltada bem longa, com uma pitada de paralelepípedos, onde acessará a estrada de terra novamente no km 25 do brevet. Esse trecho tem várias subidas duras e descidas rápidas com pedras soltas, bastante atenção.

Chegando em Paraíbuna, siga a rota até o Terminal Rodoviário da cidade, o  Ponto de Controle será na Padaria Pão Perfeito, no km 60 do brevet.

IMG_1036_(1)

Ponto de Controle 1: Padaria Pão Perfeito, Terminal Rodoviário de Paraíbuna, SP

Um pouco das imagens da estrada até Paraíbuna:

Para Redenção da Serra, retorne um pouco pelo mesmo caminho, e vire à direita na primeira ponte sobre o Rio Paraíba do Sul. Vai seguir uma rua de blocos sextavados e vai passar por baixo da Rod. dos Tamoios. Logo após o viaduto siga à esquerda por uma bela estrada asfaltada até o km 68 do brevet.

Esse trecho margeia a represa de Paraibuna, que está bem baixa. A estrada é uma sequencia de sobes e desces. Está toda cascalhada, por isso tomem muito cuidado nas descidas!!!! São rápidas podem ter problema nas curvas, além de sulcos/rasgos de chuva.

Por volta do km 74 do brevet, tem o Restaurante da Maria que costuma ficar aberto até umas 20 horas. É uma boa opção de abastecimento nesse trecho.

A passagem não é na cidade de Redenção da Serra, é num bairro na Rod. SP-121. Um bom ponto de parada é o Bar do Pescador. Tem tudo quanto é bebida (Corote de todas as cores), além de uma excelente coxinha. E é o fim do trecho da Rota da Luz.

Redenção da Serra a São Luiz do Paraitinga

A estrada de Redenção até SLP é uma delícia. Paisagens de fazendas antigas, e algumas vilas no caminho (como a de São Sebastião). É um trecho com partes planas, que fazem render bem a velocidade. Essa estrada tem 29 km de terra e ligará a SP-121 a Rod. Osvaldo Cruz, já chegando em SLP.

Assim que acessar a Rod. Osvaldo Cruz, aproveite a descida até o trecho de SLP e desça com cuidado para a cidade.

No km 121 atravesse o Rio Paraitinga por uma passarela para Pedestres e Ciclistas, vire à esquerda na primeira rua e vá até a Praça da Matriz. Tire uma foto e zarpe.

Um bom ponto para comer é a Conveniência & Casa do Pão, que fica na mesma rua da Passarela, R. Cel. Domingues de Castro, 115, uns 100 metros à frente. Ela é de uma porta pequena, mas o atendimento é muito bom!

Ponto de Controle 2: Praça da Igreja Matriz de SLP (Foto ou comprovante de compra de qualquer estabelecimento comercial)

São Luiz do Paraitinga até a Placa da Lagoinha/Bairro do Macuco/Sete Voltas

A estrada de SLP para Lagoinha é um sobe e desce constante, onde rende bem a velocidade média.

Lagoinha está no km 145 do brevet. Se abasteça bem para seguir o próximo trecho. É bem longo e só com algum apoio no km 180 e depois no 192.

Siga a Rod. SP-153 sentido Guaratinguetá/Cunha. Preparem-se para as algunas subidas inclinadas e duras. Todo o trecho de asfalto até o Ponto de Controle 3 – Placa da Estrada do Mandú, no km 163 do brevet.

Ponto de Controle 3: Placa da Estrada do Mandú – Lagoinha-SP

Após a placa, siga pela estrada de terra. Serão 37km de um trecho de terra bem duro, com bastante cascalho, e com possibilidade de barro bem pesado se estiver chovendo.

Muita atenção à todas as bifurcações, procuramos colocar o máximo de indicações na carta rota, mas tem várias saídas que não é possível mapear. Se atentem bem ao mapa digital (GPS ou Celular), ajudará bastante. Basicamente sigam pela estrada mais batida, na maioria das vezes.

No km 180 do brevet, aproximadamente, tem um bar/venda. Lá dá para conseguir alguma coisa.

A recomendação mesmo está no Bar do Amarelinho, onde deixaremos encomendados para vocês um Pão com Queijo/Presunto e um Refrigerante. Se quiser algo mais (como um rabo de galo) é só pedir para o Vanderlei, que provavelmente ele acompanhará vocês no trago.

Logo depois do Bar do Amarelinho tem uma subida dura, e também a última grande subida do brevet. Muita atenção à descida logo depois, tem 6 km de extensão e é bem provável que desçam a noite. No final dela você finalizaram as estradas de terra, e daí para frente é só alegria (nós achamos!).

Ponto de Controle 4: Placa da Lagoinha/Bairro do Macuco/Sete Voltas

Placa da Lagoinha/Bairro do Macuco/Sete Voltas a Pousada Maria Laura (Guararema)

O trecho da Placa do PC4 até a Rod. Osvaldo Cruz é de gradiente de descida e com vários sobes/desces curtos.

É bem provável que vocês estejam com o horário estourado ou bem próximo da velocidade média de corte (abaixo de 15.25 km/h). Não se desesperem! Dá para recuperar muito tempo no trecho de asfalto, continuem sem desperdiçar tempo.

Assim que chegarem na Rod. Osvaldo Cruz, vocês estarão no Bairro Registro de Taubaté (km 220 do brevet). Ali tem o Bar do Roberto, onde a especialidade são empadas. Se chegarem até as 21:45 poderão ser bem atendidos, se chegarem as 22 (como chegamos no reconhecimento), serão só atendidos.

Caso cheguem e esteja fechado, tem vários outros bares e mercados por ali. Se abasteçam e sigam a Rod. Osvaldo Cruz sentido Taubaté.

Peguem a saída da Rod. Osvaldo Cruz para São José dos Campos/São Paulo, e acessem a Rod. Carvalho Pinto. Logo no começo da Carvalho tenham atenção a uma obra numa ponte, vai ter que passar na pista junto com carros e cones. O movimento é pequeno, mas tenham cuidado.

Daí em diante é só alegria. Acostamento largo e limpo. Rodovia com pouco movimento. Pontos de Apoio no Posto Olá no km 239 (com água gratuita na área de abastecimento de carros) e o Frango Assado no km 270. Além dos Postos da Polícia Rodoviária Estadual e Pedágios/Apoios da Rodovia.

Tenham atenção aos acessos e túneis!

Peguem a saída do km 73 da Rod. Carvalho Pinto para a Rod. D. Pedro I sentido Guararema, atenção ao acesso: não pegue sentido Campinas e nem sentido São Paulo, pegue a pista central. Será um trecho curtinho de D. Pedro até a SP-066.

Terá um viaduto, no km 299, siga por cima e continue sentido Guararema. Atenção para não seguir à direita. No km 300.5 do brevet acesse o trevo para a “Freg. Escada“, se continuar na SP-066 você irá para o centro de Guararema, ou mesmo para Mogi das Cruzes.

Passe pela Freguesia, atravesse a ponte do Rio Paraíba e entre à direita. Siga a estrada até o ponto de largada.

Chegada: Pousada Maria Laura – Rua Benjamim Constant, 30 – Bairro Itaoca – Guararema-SP

Postos de Controle

Horários somente para referência, o horário correto de largada será o anotado pelo voluntário no momento da largada do ciclista.

PCCidadeDistância Total [km]AberturaFechamento
Largada: Pousada Maria LauraGuararema-SP06:007:00
PC1:  Padaria Pão Perfeito Paraibuna-SP609:0010:00
PC2: Praça da Igreja MatrizSão Luis do Paraitinga-SP12111:0014:00
PC3: Placa da Estrada do ManduLagoinha-SP16313:0016:30
PC4: Placa da Estrada de Lagoinha/Sete VoltasN. Sra. dos Remedios-SP20015:0019:30
Chegada: Pousada Maria LauraGuararema-SP30521:002:00

Desistências:
A quem desistir, terá que pegar ônibus para São Paulo e lá, um outro para Mogi das Cruzes ou Guararema. Dependendo de onde estiver, há ônibus direto de Atibaia para Mogi das Cruzes. Este ônibus passa pelas cidades de Atibaia, Nazaré Paulista e Igaratá. Chegando em Mogi devem pedalar até Guararema. Assim, achamos que dá mais trabalho desistir do quê continuar na prova.

Aos que chegarem entre as meia noite e 6 da manhã, por favor, liguem no celular dos organizadores, para fazerem a devida recepção!

Qualquer dúvida, escreva nesse post, mande mensagem ou perguntem na largada (pode ser tarde :-).

This entry was posted in Audax, brevet 300km, Briefing, Guararema. Bookmark the permalink.

1 Response to Briefing Virtual: BRM 300 km Misto de Guararema – Jan/2021

  1. Pingback: BRMs de Guararema – Jan/2021: Informações Gerais e Protocolo de Largada | Randonneurs Mogi das Cruzes

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.