Expedição Chile

Esta página é para informar sobre o “planejamento” da expedição que faremos em Outubro. A idéia é sair de Araranguá, no sul catarinense e chegar em Pichilemu em um intervalo de tempo de duas semanas e meia/três, ou quantas forem necessárias (com um limite de três semanas e meia).

Serão aproximadamente 3000km. Vamos ver o quê vai dar.

Abaixo um esboço inicial do percurso:

travessia Brasil-Chile

Conforme o andar da carruagem, postaremos as atualizações do “planejamento”…

Update 1) Entraram mais duas pessoas à expedição:

  • Daniel Labadia: um dos diretores do CicloBR;
  • Valdeir Silva (ou pequeno Valdeir): também diretor do CicloBR

Upadate 2)

Fiz também um plajenamento tosco dos dias. Claro que esse calendário pode ser alterado durante o processo, mas lá vai:
4/10 – Araranguá – Lajeado Grande => 160km
5/10 – Lajeado Grande – Lajeado => 160km
6/10 – Lajeado – Pântano Grande => 117km
7/10 – Pântano Grande – São Gabriel => 196km
8/10 – São Gabriel – Riviera => 155km
9/10 – Riviera –  Vale Eden => 135km
10/10 – Vale Eden – Paysandú => 197km
11/10 – Paysandú – Lucas González => 173km
12/10 – Lucas González – Carcarañá => 175km
13/10 – Carcarañá – Vila María => 195km
14/10 – Vila María – Río Cuarto => 128km
15/10 – Río Cuarto – El Morro => 124km
16/10 – El Morro – Desaguadero => 164km
17/10 – Desaguadero – Mendonza => 171km
18/10 – Mendonza – Uspallata => 111km
19/10 – Uspallata – Los Andes => ??km
20/10 – Los Andes – Santiago => ??km
21/10 – Santiago – Pichilemu => 190km

Update 3) Provavelmente essas datas serão alteradas para algum eventual descanso. 😀

Update 4) A expedição foi realizada com sucesso!

Update 5) Há algumas estórias e fotos na página da expedição no FaceBook: https://www.facebook.com/travessiabrasilchile

Vamo que vamo!

13 Responses to Expedição Chile

  1. João Paulo says:

    Vai ser um pedal bonito hein.

    • rdmeneze says:

      é.

      Será um pedal bem chiquetoso. Seremos uma equipe de 4 mas ninguém está se manifestando, assim estou correndo para dar uma planejada nas coisas.

      Embora que o meu único planejamento será o retorno e a aquisição do $$$ para usar na Argentina e no chile.

      Vamo que vamo!

  2. João Paulo says:

    Talvez não queiram se manifestar por vocês serem uma equipe de 4.
    É um tanto constrangedor realmente.

  3. rdmeneze says:

    A minha idéia é ir nessa pegada: http://gooutside.uol.com.br/2239

  4. fcarmo says:

    Que dia vão sair? Vocês vão de speed ou mtb??

    • rdmeneze says:

      vamos sair dia 01.
      A idéia é ir de montain bike. Como entraram mais duas pessoas no balaio e elas reclamaram da aventura sair de mogi das cruzes, vou retornar para o meu planejamento de 2011, que é sair de Araranguá.

      Nós vamos de MTB aro 26″ por duas razões:
      – Geralmente, se precisarmos de peças de reposição por quebra ou etc, como raios ou rodas, é mais complicado encontrar para aro 700 ou aro 29er do quê para 26;
      – Como não sabemos como estão as condições das estradas após a fronteira com o uruguai, é melhor ir com uma para todo tipo de terreno. 🙂

  5. svicente99 says:

    Pedal show! Com ctz. Pena não poder me juntar a vcs nessa, tô trabalhando nesse período. Mas vou acompanhar. Estou planejando atravessar a cordilheira de Mendoza pra Valparaíso e voltar mas em Fev/2014. Eu tbem iria de MTB. Mt arriscado como vc falou ir de aro 700 ou 29″. Ainda que o rendimento fosse bem melhor… Ciclo[ ]s.

  6. Cara, trajeto show. Mas uma pergunta: vcs estão focados em vencer os 3k km ou fazer uma viagem de bike aproveitando o visual, etc?

    Pergunto isso pq uma media de mais de 150km por dia, vcs vão passar os dias rodando e não verão nada das cidades, etc. Veja só, uma etapa de qualquer grande tour tem essa media de quilometragem, e na porrada da umas 4~5 horas de etapa.
    Eu penso em fazer uma trip dessas mas pela Europa, e parando a cada 50~80km para poder curtir as cidades, ter tempo para imprevistos, fotos, 😉

    Boa viagem.

    • rdmeneze says:

      Como estou pensando em ir no ritmo do pedal que fiz para o chuí, acho que vamos aproveitar um pouco. Neste pedal para o chuí, eu pedalava em média 180km/dia. Saía cedo e chegava no destino mais ou menos às 18:00… Alguns dias eu acabei chegando às 21:00 por motivos de quebra na bicicleta. Dava para tirar fotos, parar nas cidades, conversar com o pessoal…

      Os trechos do Rio Grande do Sul eu conheço bem. A serra gaúcha subindo pela igrejinha eu não conheço direito. Se por alí eu perder mais tempo, é a vida…

      Eu espero que os trechos do uruguai/argentina e subida dos andes acabemos aproveitando bem. Como temos uma semana de gordura para queimar, não estou ligando muito para o planejamento.
      Claro que não estou contando com uma ventania, que é tópica no sul do país. 😀

      Vamos ver o que vai dar.

  7. Vitor says:

    Esta montanha no final me intrigou! inveja branca!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s