Briefing virtual: 300km de Mogi das Cruzes

Para quem ainda não viu a rota do BRM 300 de Mogi, aí vai ela:

brm-300km-mogi-das-cruzes

Percurso: https://ridewithgps.com/routes/17497996

GPX: https://goo.gl/olNFRg

Carta de Rota: BRM300km

Abaixo faremos uma pequena descrição do roteiro.

Descrição do Percurso: 
Mogi – Salesópolis: os 5 primeiros quilômetros não possuem acostamento. Acostamento somente depois do córrego Cocuera, na altura da Estrada do Nagao. Deve-se ter cuidado se você estiver com pneus finos pois a região integra o Cinturão Verde e há uma certa movimentação de máquinas agrícolas na pista, podendo sujar o acostamento com terra, areia e pedras. Assim, muita atenção para não levar chão!

Após passar por Salesópolis, pegaremos a estrada de Pitas, que é uma estrada sem acostamento, porém com movimento zero. Eu acredito que os ciclistas terão que correr de alguns cachorros nas proximidades do Bairro do Cedro e do Lajeado. O PC será no Bairro do Cedro no Restaurante da Rosana.

Bairro do Cedro – Jambeiro: Saindo do Restaurante da Rosana, continue na Estrada de Pitas sentido Tamoios e, chegando na Tamoios, siga sentido São José dos Campos. Cuidado no trecho em obras e, assim que passar a entrada para Salesópolis, cuidado com pedras que por ventura estejam no acostamento. Como a estrada é recém reformada, em alguns pontos rolaram algumas pedras dos morros que foram cortados no processo de duplicação. Outro ponto interessante de salientar é que estão reformando as passarelas e, devido à isso, podem encontrar com trechos sem acostamento. No dia do levantamento do 300 realizado pelo mano Aurélio e posteriormente pelo Wanderson e Rafael só existia um ponto com passarela em manutenção, porém este processo pode ser mais  dinâmico.

Após passarem pela bela Paraibuna, continuem por mais alguns quilômetros até acessarem a entrada de Jambeiro. Da Tamoios até Jambeiro são 9km bem ardidos. Há uma pequena serra para chegar em Jambeiro. A estrada está perfeita, sem acostamento em muitos trechos porém o movimento será baixo de madrugada. O ponto de controle será na Padaria São José, no centro de Jambeiro, porém ela só abrirá às 6:00. Quem chegar antes das 6:00 deverá tirar uma foto do estabelecimento e se dirigir até o próximo PC, a 16km.

2016-02-14 20.16.26

Jambeiro-Caçapava: saindo de Jambeiro, sigam em direção à Caçapava pela Estrada velha Jambeiro-Caçapava. Apreciem a subida e tomem cuidado em uma ponte que está em reforma no meio da descida para Piedade. Após Piedade, acesse a Rodovia Carvalho Pinto no sentido interior. O PC será no posto Olá, na Rod. Carvalho Pinto.

2016-02-14 20.34.16

Caçapava-Igaratá: Saindo do posto Olá, siga sentido capital pela carvalho Pinto. O acostamento da Carvalho Pinto é um pouco rugoso em algumas partes, porém dá para ir tranquilamente. Está com alguns pontos com sujeira, cacos de vidro e etc. Muita atenção nestes pontos. Como a distância entre Caçapava e Igaratá é grande, podem considerar parar no Frango Assado de São José para abastecer, comer  alguma coisa e prosseguir viagem. Passem os três túneis e peguem a D. Pedro em direção à Campinas. Com mais 22km vocês estarão no trevo de Igaratá, prossigam, peguem a marginal e atravessem para o outro lado da D. Pedro, parando no Posto e Restaurante Chaparral.

chaparral

Igaratá – Arujá: Trecho novo nos BRMs mogianos. Saindo do Bar do Corote, sigam pela SP-056, que liga as cidades de Igaratá à Santa Isabel. A estrada está um brinco, só peço cuidado nas curvas pois estão cheio de sujeira e que podem derrubar alguém. Nos trechos de ponte não há acostamento, então, sempre prestem atenção para se certificar de que não há nenhum carro por perto.

IMG_20160206_154338253

Chegando nas imediações da estrada do Ouro Fino, sigam por ela. A estrada do Ouro Fino é uma estrada vicinal, de movimento razoável. Prestem atenção na paisagem, sem tirar os olhos das inúmeras lombadas que aparecem em em cada fundo de vale. Quando fiz o levantamento do 200, quase levei um tombo no meio desta estrada por conta de uma lombada. Esta estrada termina em uma rotatória, siga em direção à Arujá por uns 200m. O ponto de controle de Arujá é antes de chegar à cidade, no posto Ville.

2016-02-14 22.14.52

Arujá – Santa Isabel: Saindo do Posto Ville, sigam na SP-056 em direção à Santa Isabel. Não tem muito o que dizer deste trecho… Só que, como diz o mano Cabeção, só tem descida no rolê. Coloquei um PC em Santa isabel, mesmo estando somente 15km do de Arujá, somente para que não sintam vontade de ir para Mogi diretamente pela Mogi-Dutra. O PC de Santa Isabel é uma foto do portal da cidade, localizado a um quilômetro da mesma. Se não possuírem smartphone, podem comprar alguma coisa na cidade mesmo que isso já comprova a passagem pela localidade.

PC-Santa Isabel

Santa Isabel – Mogi: Após o portal de Santa Isabel, vocês entrarão na cidade. Como passarão em um final de domingo, eu espero que a cidade esteja movimentada. Assim, TODO CUIDADO É POUCO!

Sigam em direção à Dutra. Tomem cuidado com o acostamento assim que passarem pelo segundo portal de Santa Isabel. Há alguns trechos bem curtos que o acostamento está bom, mas sorrateiramente ele se torna um mix de terra e buracos. O meu conselho é que, na subida prossigam o mais perto possível da faixa, e na descida para chegar na Dutra, andem na pista. Na descida até tem acostamento, porém a alguns metros da Dutra ele some e isso pode causar acidentes. Cruzando a Dutra vocês chegarão em uma estradinha vicinal conhecida como Estrada do Bem-te-vi. Prossigam por ela até chegarem na Mogi-Dutra.

Chegando na Mogi-Dutra, sigam em direção à Mogi das Cruzes. Cuidados nos pontos de acesso à Rod. Ayrton Senna. Este último trecho é um trecho de serra onde vocês atravessarão a famosa Serra do Itapety. Talvez eu fale alguma abobrinha aqui, mas acho que este é o ponto mais alto do percurso. Após atravessar a serra, entrem na rotatória do Homem de Lata e sigam em direção à Estação Estudantes. A chegada será em frente à Universidade de Mogi das Cruzes.

Algumas recomendações:

  • Bicicleta revisada e em perfeitas condições;
  • Bomba de ar, câmeras, ferramentas básicas;
  • Lanterna pois não sabemos o que pode acontecer durante o dia. Vai que o dia vira noite (principalmente no retorno do Cedro. A região é frequentemente acometida por neblinas intensas);
  • Pisca traseiro afixado na bicicleta. De preferência com pilhas;
  • Colete! Não esqueçam do colete. Se não tiver, procurem em lojas de equipamento de proteção individual ou colem fitas 3M (daquelas usadas por caminhões) na roupa;
  • Preciso falar do capacete?
  • Cheguem no horário. Início da vistoria às 22:15 e saída às 23:00 (espero) sem atraso;
  • Se preparem psicologicamente para o pedal. Não temos carro de apoio, resgate  e nem nada. Cada ciclista estará em uma jornada individual e, sendo assim, será responsável pela própria segurança e pela segurança do outro.
  • se hidratem e mantenham-se alimentados. Não pedalem com fome.
  • levem um celular carregado. Qualquer emergência, não hesitem em ligar para os números presentes no passaporte.
  • Aproveitem o trecho entre Mogi das Cruzes e Salesópolis, é um trecho bem plano e é uma boa oportunidade para ganhar tempo.
  • Almoço… Onde almoçar? Estou imaginando que o pessoal terá fome quando chegar em Igaratá. O PC será em um restaurante, podem comer por lá. Se não quiserem, há outras opções bem perto do PC.
  • Antes da estrada do Ouro Fino há um ponto onde vende açaí, água de coco e outras coisas. Acho que pode ser salutar dar uma parada lá.

Programação para o dia 10/12

  • Início da vistoria e assinatura dos termos de compromisso: 22:00;
  • Largada, às 23:00 (espero), em frente à UMC;
  • Chegada no mesmo ponto da largada;
  • Distribuição de certificados conforme os ciclistas forem chegando e os passaportes auditados;

Postos de Controle

PC Abertura Fechamento
Mogi das Cruzes – UMC 23:00 00:00
Paraibuna – Bar da Rosana 01:30 03:50
Jambeiro – Padaria São José 03:06 07:00
Caçapava – Olá 04:00 8:45
Igaratá – Restaurante Chaparral 06:40 13:40
Arujá – Posto Ville 07:40 15:35
Portal de Santa Isabel 08:05 16:20
Mogi das Cruzes – Hotel Ibis 09:30 19:00
Posted in Uncategorized | Leave a comment

Briefing virtual: 200km Mogi das Cruzes

Para quem ainda não viu a rota do BRM 200 de Mogi, aí vai ela:

BRM 200km Mogi das Cruzes

Rota do BRM 200km de Mogi das Cruzes.

Percurso: https://ridewithgps.com/routes/12074089

GPX: https://goo.gl/q9BkCm

Carta de Rota: BRM 200 km

Este percurso será um pouco diferente dos que habitualmente fazemos em Mogi das Cruzes. O principal aspecto é que faremos um circuito, então apertem os cintos pois irão conhecer regiões interessantes do Alto Tietê e do Vale do Paraíba.

Descrição do Percurso: 
Mogi – Salesópolis: os 5 primeiros quilômetros não possuem acostamento. Acostamento somente depois do córrego Cocuera, na altura da Estrada do Nagao. Deve-se ter cuidado se você estiver com pneus finos pois a região integra o Cinturão Verde e há uma certa movimentação de máquinas agrícolas na pista, podendo sujar o acostamento com terra, areia e pedras. Assim, muita atenção para não levar chão!
O PC será na Mercearia Nhá-Luz, situada alguns metros após a entrada da Estrada da Petrobrás. Cheguem lá, comam alguma coisa (o Seu Zé tem somente paçoca e água. Lanche, só na cidade.), conversem com o Seu Zé e vazem. Lembrem-se que os PCs são lugares hostis e que vocês devem ficar pouco tempo lá. Todo tempo é precioso!

Salesópolis – Igaratá:  Retornem para Salesópolis e, após passar pelo centro, peguem a nossa estrada amiga, SP-77,mais conhecida como Nilo Máximo. O asfalto na Nilo está muito bom, só peço cuidado nas curvas, para que não comprem um terreno por lá.
Após a cruzarem Santa Branca (lembrem-se de pegar água na cidade), continuem na SP-77 sentido Carvalho Pinto. Chegando na Carvalho Pinto, ou SP-70, sigam em direção à São Paulo. O acostamento da Carvalho Pinto é um pouco rugoso em algumas partes, porém dá para ir tranquilamente. Está com alguns pontos com sujeira, cacos de vidro e etc. Muita atenção nestes pontos. Passem os três túneis e peguem a D. Pedro em direção à Campinas. Com mais 22km vocês estarão no trevo de Igaratá, entrem na cidade. O PC será no bar e restaurante do Corote.

IMG_20160206_143239898

PC-Igaratá

Igaratá – Arujá: Trecho novo nos BRMs mogianos. Saindo do Bar do Corote, sigam pela SP-056, que liga as cidades de Igaratá à Santa Isabel. A estrada está um brinco, só peço cuidado nas curvas pois estão cheio de sujeira e que podem derrubar alguém. Nos trechos de ponte não há acostamento, então, sempre prestem atenção para se certificar de que não há nenhum carro por perto.

IMG_20160206_154338253

Estrada do Ouro Fino

Chegando nas imediações da estrada do Ouro Fino, sigam por ela. A estrada do Ouro Fino é uma estrada vicinal, de movimento razoável. Prestem atenção na paisagem, sem tirar os olhos das inúmeras lombadas que aparecem em em cada fundo de vale. Quando fiz o levantamento do 200, quase levei um tombo no meio desta estrada por conta de uma lombada. Esta estrada termina em uma rotatória, siga em direção à Arujá por uns 200m. O ponto de controle de Arujá é antes de chegar à cidade, no posto Ville.

2016-02-14 22.14.52

PC-Arujá

Arujá – Santa Isabel: Saindo do Posto Ville, sigam na SP-056 em direção à Santa Isabel. Não tem muito o que dizer deste trecho… Só que, como diz o mano Cabeção, só tem descida no rolê. Coloquei um PC em Santa isabel, mesmo estando somente 15km do de Arujá, somente para que não sintam vontade de ir para Mogi diretamente pela Mogi-Dutra. O PC de Santa Isabel é uma foto do portal da cidade, localizado a um quilômetro da mesma. Se não possuírem smartphone, podem comprar alguma coisa na cidade mesmo que isso já comprova a passagem pela localidade.

PC-Santa Isabel

PC-Santa Isabel

Santa Isabel – Mogi: Após o portal de Santa Isabel, vocês entrarão na cidade. Como passarão em um final de sábado, eu espero que a cidade esteja movimentada. Assim, TODO CUIDADO É POUCO!

Sigam em direção à Dutra. Tomem cuidado com o acostamento assim que passarem pelo segundo portal de Santa Isabel. Há alguns trechos bem curtos que o acostamento está bom, mas sorrateiramente ele se torna um mix de terra e buracos. O meu conselho é que, na subida prossigam o mais perto possível da faixa, e na descida para chegar na Dutra, andem na pista. Na descida até tem acostamento, porém a alguns metros da Dutra ele some e isso pode causar acidentes. Cruzando a Dutra vocês chegarão em uma estradinha vicinal conhecida como Estrada do Bem-te-vi. Prossigam por ela até chegarem na Mogi-Dutra.

Chegando na Mogi-Dutra, sigam em direção à Mogi das Cruzes. Cuidados nos pontos de acesso à Rod. Ayrton Senna. Este último trecho é um trecho de serra onde vocês atravessarão a famosa Serra do Itapety. Talvez eu fale alguma abobrinha aqui, mas acho que este é o ponto mais alto do percurso. Após atravessar a serra, entrem na rotatória do Homem de Lata e sigam em direção à Estação Estudantes. A chegada será em frente à Universidade de Mogi das Cruzes.

 

Algumas recomendações:

  • Bicicleta revisada e em perfeitas condições;
  • Bomba de ar, câmeras, ferramentas básicas;
  • Lanterna pois não sabemos o que pode acontecer durante o dia. Vai que o dia vira noite (principalmente no retorno do Cedro. A região é frequentemente acometida por neblinas intensas);
  • Pisca traseiro afixado na bicicleta. De preferência com pilhas;
  • Colete! Não esqueçam do colete. Se não tiver, procurem em lojas de equipamento de proteção individual ou colem fitas 3M (daquelas usadas por caminhões) na roupa;
  • Preciso falar do capacete?
  • Cheguem no horário. Início da vistoria às 6:15 e saída às 7:00 (espero) sem atraso;
  • Se preparem psicologicamente para o pedal. Não temos carro de apoio, resgate  e nem nada. Cada ciclista estará em uma jornada individual e, sendo assim, será responsável pela própria segurança e pela segurança do outro.
  • se hidratem e mantenham-se alimentados. Não pedalem com fome.
  • levem um celular carregado. Qualquer emergência, não hesitem em ligar para os números presentes no passaporte.
  • Aproveitem o trecho entre Mogi das Cruzes e Salesópolis, é um trecho bem plano e é uma boa oportunidade para ganhar tempo.
  • Almoço… Onde almoçar? Estou imaginando que o pessoal terá fome quando chegar em Igaratá. O PC será em um restaurante, podem comer por lá. Se não quiserem, há outras opções bem perto do PC.
  • Antes da estrada do Ouro Fino há um ponto onde vende açaí, água de coco e outras coisas. Acho que pode ser salutar dar uma parada lá.

 

Programação para o dia 10/12

  • Início da vistoria e assinatura dos termos de compromisso: 06:00;
  • Largada, às 07:00 (espero), em frente à UMC;
  • Chegada no mesmo ponto da largada;
  • Abraços e tapinhas nas costas conforme os ciclistas forem chegando e os passaportes auditados;

Postos de Controle

PC Abertura Fechamento
Mogi das Cruzes – UMC 7:00 8:00
Mercearia Nhá Luz 08:30 10:05
Restaurante Corote 10:50 14:45
Posto Ville 11:50 16:50
Portal de Santa Isabel 12:20 17:40
Mogi das Cruzes – UMC 13:45 20:30

Dúvidas? Procurem o balcão de informações ou comentem aqui no blogue.

Posted in brevet 200km, Briefing, informações, inscrições, LEL 2017, Mogi das Cruzes, Paris Brest Paris 2019 | Leave a comment

Super Randonnée Guaratinguetá – inscrições reabertas

Depois de um longo inverno recebemos os passaportes e as flâmulas da Super Randonnée Guará.

Sendo assim, quem quiser se inscrever, é só ir lá no menu Inscrições e preencher o formulário.

00d4e44c5fa83fbb72d2b24e0c68cd4b

E o cadeado se abriu

Posted in inscrições, Uncategorized | Leave a comment

Inscrições abertas: BRM de 200 e 300 de Mogi das Cruzes

Temporada nova, desafios novos!

Vamos tirar a poeira da bicicleta, colocar o brio randonneur à prova e conhecer lugares novos?

Pois bem, as inscrições para os brevets mais charmosos de Mogi das Cruzes estão abertas. O esquema para se inscrever é o mesmo de sempre: vá lá no menu Inscrições e parta para a brincadeira.

Teremos algumas novidades que informarei em um próximo post.

velodixi__49067-1449758735-1280-1280

Le Velo Dixi, 1920

Posted in brevet 200km, brevet 300km, inscrições, LEL 2017, paraibuna, Paris Brest Paris 2019, Randonnè | 4 Comments

Super Randonnée Guaratinguetá – um ano depois

Randonneurs do meu Brasil varonil.

Estamos a exatamente um ano com a Super Randonnée em operação no Brasil. Para quem ainda não sabe o que é, sugiro que verifique a página sobre o assunto aqui no blog.

Tivemos 38 inacritos. Destes 35 foram para Guaratinguetá pedalar o percurso. No final, tivemos 18 pessoas que completaram no tempo e 17 que não completaram.

Um fato interessante é que só houve inscrições para o modelo Randonneur, ninguém se interessou em fazer no modo Turista. Por que será?

Pelo índice de pessoas que completaram eu acho que a prova está um pouco difícil, como deve ser. A outra possibilidade é que os candidatos não estejam a altura da dificuldade da prova. Qual é a sua opinião sobre isso?

Sobre o tempo total, estamos com uma média de 48 horas.

Abaixo seguem alguns gráficos que compilei com os dados apresentados no texto:

sr_homologados

Homologados vs Não Homologados

 

sr_indice_completeza

Total geral

 

sr_tempo-de-conclusao

Tempo médio de conclusão

Posted in aleatório, Guaratinguetá, Mogi das Cruzes, Paris Brest Paris 2019, resultados, Super Randonnée | 7 Comments

Inscrições SR Guaratinguetá congeladas

Pessoas, 

Como todos sabem, para realizar a Super Randonnée o candidato deve portar durante o pedal uma Flâmula e o Passaporte. Esse material é enviado pela ACP ao organizador. 

Bom, o número de kits diminuiu ao limite inferior que eu havia estipulado, solicitamos mais kits, eles não chegaram e mais gente se inscreveu, com isso os kits acabaram. 

Congelei as inscrições, liberando-as assim que a situação se normalizar. Peço para que aguardem um pouco para se inscreverem. 

Procura-se

Posted in Guaratinguetá, informações, inscrições, Super Randonnée | 2 Comments

Resultados BRM 300km Guaratinguetá

Segue os resultados do BRM 300km de Guaratinguetá!

Resultados BRM 300km Guara

Posted in LEL 2017, Uncategorized | Leave a comment

Resultados BRM 200km Guaratinguetá

Segue os resultados do BRM 200 de Guaratinguetá. Parabens à todos que compareceram ao evento.

Resultados BRM 200km Guara

Posted in brevet 200km, Guaratinguetá, LEL 2017, Paris Brest Paris 2019, resultados, Uncategorized | Leave a comment

Briefing Virtual: BRM 200km Guaratinguetá

Segue a rota dos 200 de Guará:

BRM 200km Guará

Rota do BRM 200km de Guaratinguetá

Documentação necessária para o dia:
Carta de rota (em desenvolvimento)

Um pequeno resumo do percurso:
Guaratinguetá-São Luis do Paraitinga: Este percurso será realizado pela SP-171 e SP-153. São estradas ótimas para pedalar e estão em regiões montanhosas. Não possuem acostamento. Aproveitem para curtir a paisagem na SP-153 enquanto sobem as paredes antes de chegar em Lagoinha. Pontos de alimentação, somente em Lagoinha e em SLP, sendo assim, se programem para 70km sem apoio na TV. A comprovação do PC de SLP será através de foto da igraje matriz ou comprovante de compra de qualquer estabelecimento de São Luís.

São Luis do Paraitinga – Rocinha: mesmo trajeto da ida. Só prestem atenção para não errar o PC da Rocinha: ao chegarem no trevo de São Luis/Guará/Cunha, sigam em direção à Guaratinguetá por pouco mais de 500m. O PC da Rocinha será no Restaurante Alto da Serra está à sua esquerda.

Rocinha – Cunha: Ah, SP-171 até o Portal de Cunha. Passando o portal, entrem na cidade e escalem até a matriz. Para validar o PC serve foto da matriz ou comprovante de compra em qualquer estabelecimento no centro.

Cunha-Guará: Siga pela SP-171 e seja feliz. Muito cuidado na descida da serra de Guará.

Algumas recomendações:

  • Bicicleta revisada e em perfeitas condições;
  • Bomba de ar, câmeras, ferramentas básicas;
  • Lanterna em muito bom estado. Lembre-se que há uma grande chance de pedalar à noite;
  • Pisca traseiro afixado na bicicleta. De preferência com pilhas;
  • Colete! Não esqueçam do colete. Se não tiver, procurem em lojas de equipamento de proteção individual ou colem fitas 3M (daquelas usadas por caminhões) na roupa;
  • Preciso falar do capacete?
  • Cheguem no horário. Início da vistoria às 5:30 e saída às 6:00 (espero) sem atraso;
  • Se preparem psicologicamente para o pedal. Não temos carro de apoio, resgate  e nem nada. Cada ciclista estará em uma jornada individual e, sendo assim, será responsável pela própria segurança e pela segurança do outro.
  • se hidratem e mantenham-se alimentados. Não pedalem com fome.
  • levem um celular carregado. Qualquer emergência, não hesitem em ligar para os números presentes no passaporte.

 

Programação para o dia 14/08

  • Início da vistoria e assinatura dos termos de compromisso: 5:30;
  • Largada, às 6:00 (espero), na Praça Conselheiro Rodrigues Alves;
  • Chegada no Kafe Hotel;
  • Distribuição de certificados conforme os ciclistas forem chegando e os passaportes auditados;

 

Postos de Controle

PC Abertura Fechamento
Guaratinguetá – Pr. Conselheiro Rodrigues Alves 6:00 7:00
Igreja Matriz – São Luis do Paraitinga 08:30 11:00
Rocinha – Churrascaria da Serra 10:20 14:40
Igreja Matriz – Cunha 11:15 16:30
Guaratinguetá – Kafe Hotel 13:00 19:30
Posted in brevet 200km, Briefing, Cunha, Guaratinguetá, informações, Lagoinha, Paris Brest Paris 2019, Randonnè | Leave a comment

Briefing Virtual: BRM 300km Guaratinguetá

Para quem não viu a rota, agora é uma boa oportunidade.

Trajeto do BRM 300km de Guaratinguetá

Documentação necessária para o dia:
Carta de Rota_BRM300km_Guaratingueta

Um pequeno resumo do percurso:
Guaratinguetá-Cunha: Este percurso será realizado pela SP-171, mais conhecida como Guará-Cunha ou Rod. Paulo Virgínio. É uma estrada reformada e, tirando o trecho de serra e os de montanha, tem acostamento nela toda.  O ponto alto da estrada é o trecho da serra da Quebra-Cangalha, de 20km, que o ciclista deve entrentar logo na largada. Após esta primeira escalada, há mais algumas montanhas para subir até chegar em Cunha. Nada de mais. Neste trecho há alguns estabelecimentos comerciais, mais ou menos no km 37 e no 45 da estrada.

Cunha-Campos Novos: Entraremos na cidade de Cunha. Suba até a igreja Matriz de Cunha e vire à esquerda em direção às montanhas. Passe pelo estádio municipal e procure pela estrada municipal Cunha-Campos Novos. É uma estrada sem acostamento e, por isso, sempre andem na direita da pista e prestem atenção na movimentação da estrada. Chegando em Campos Novos, procurem pela Pousada e Restaurante Cabloca.

Campos Novos-Cunha-Bairro da Grama/Macela: Volte para Cunha pelo mesmo caminho que usou para chegar em Campos Novos. Chegando em Cunha, use a saída norte e siga em direção à Paraty. Após algumas montanhas chegaremos no Restaurante Antigo Caminho do Ouro

Bairro da Grama-Bairro da Rocinha: Voltaremos para Cunha pela mesma estrada que utilizamos para ir ao Bairro da Grama. Chegando em Cunha, continue pela SP-171 e vá em direção à Guaratinguetá. No quilômetro 20, entre na Churrascaria Alto da Serra. O PC da Rocinha será lá.

Bairro da Rocinha-São Luiz do Paraitinga: Trajeto de 50km pela SP-153. A estrada é sem acostamento e o movimento é baixo, mas sempre vale a premissa de trafegar pelo lado direito da pista de rolagem. Ao chegar em São Luiz do Paraitinga, vá a qualquer estabelecimento no centro e consuma alguma coisa.

São Luiz do Paraitinga-Guaratinguetá: Volte pela SP-153. Recomendo que faça uma parada em Lagoinha para abastecer, pois será o último ponto com apoio na estrada. Após Lagoinha prossiga em direção ao bairro da Rocinha e vá para Guaratinguetá. Muito cuidado na descida da serra! A chegada será no Kafé Hotel.

 

Algumas recomendações:

  • Bicicleta revisada e em perfeitas condições;
  • Bomba de ar, câmeras, ferramentas básicas;
  • Lanterna em muito bom estado. Lembre-se que há uma grande chance de pedalar à noite;
  • Pisca traseiro afixado na bicicleta. De preferência com pilhas;
  • Colete! Não esqueçam do colete. Se não tiver, procurem em lojas de equipamento de proteção individual ou colem fitas 3M (daquelas usadas por caminhões) na roupa;
  • Preciso falar do capacete?
  • Cheguem no horário. Início da vistoria às 5:30 e saída às 6:00 (espero) sem atraso;
  • Se preparem psicologicamente para o pedal. Não temos carro de apoio, resgate  e nem nada. Cada ciclista estará em uma jornada individual e, sendo assim, será responsável pela própria segurança e pela segurança do outro.
  • se hidratem e mantenham-se alimentados. Não pedalem com fome.
  • levem um celular carregado. Qualquer emergência, não hesitem em ligar para os números presentes no passaporte.
  • Sempre que passar por Cunha, procure algum lugar para abastecer. Na SP-171 há um posto BR na entrada da cidade e lá tem onde almoçar e tomar um lanche. Em Campos Novos haverá lanche na pousada e no bairro da Grama também há onde comer ou beber alguma coisa. 

 

Programação para o dia 13/08

  • Início da vistoria e assinatura dos termos de compromisso: 5:30;
  • Largada, às 6:00 (espero), na Praça Conselheiro Rodrigues Alves;
  • Chegada no Kafe Hotel;
  • Distribuição de certificados conforme os ciclistas forem chegando e os passaportes auditados;

 

Postos de Controle

PC Abertura Fechamento
Guaratinguetá – Pr. Conselheiro Rodrigues Alves 6:00 7:00
Campos Novos – Pousada e Restaurante Cabloca 08:30 11:00
Bairro da Grama – Restaurante Antigo Caminho do Ouro 10:00 14:10
Rocinha – Churrascaria da Serra 11:40 17:15
Igreja Matriz – São Luiz do Paraitinha 13:30 21:00
Guaratinguetá – Kafe Hotel 16:00 02:00

 

Fotos dos PCs

PC 1 - Pousada e Restaurante Cabloca

PC 2 - Restaurante Antigo Caminho do Ouro

PC 3 - Churrascaria Alto da Serra

PC 4 - Matriz de São Luiz do Paraitinga

Posted in brevet 300km, Cunha, Guaratinguetá, informações, Lagoinha, LEL 2017, Paris Brest Paris 2019, Randonnè, Super Randonnée, Super-Randonneurs | Leave a comment