“Brevet da Mantiqueira”, o BRM 1000 km do Randonneurs Mogi das Cruzes

whatsapp-image-2017-03-02-at-21-08-53

Sim. É verdade. Teremos nosso primeiro BRM 1000 km!!

Convidamos todos os nossos amigos randonèes aficionados! As inscrições estão abertas, e estão limitadas a apenas 15 (isso mesmo: quinze) participantes. E a rota é incrível!

Mas a verdade é que não foi fácil montar essa rota. Pensamos muito sobre onde fazer uma prova com distância tão desafiadora e que respeitasse as principais características e valores de todos os nossos BRMs: passar por cidades em que os órgãos públicos sempre ignoraram o conceito de terraplanagem, subidas desafiadoras, visual incrível e espaço apenas para a autossuficiência!

Depois de testar desenhos e caminhos – e de muito pedal – voltamos para a nossa região de conforto – e concluímos que nada poderia ser melhor do que um grande giro pelo Vale do Paraíba (SP), Terras Altas da Mantiqueira (MG e RJ), Serra da Bocaina (RJ e SP), e Estrada Real (SP) para criar o nosso primeiro BRM 1000 – um gigantesco giro dos 3 estados, o nosso primeiro, gigante e já lendário “Brevet da Mantiqueira”!

Será um Brevet que ficará para a história!

A largada será no Kafé Hotel em Guaratinguetá, atual ponto de início do conhecido SRP 600.

A rota passará por todo o Vale do Paraíba, seguindo boa parte do roteiro original da Rio-São Paulo (e que, por sua vez, é uma das rotas originais da Estrada Real). Passará logo no início em frente ao Santuário de Nossa Senhora de Aparecida, e cruzará as cidades de Roseira, Pindamonhangaba, contornando Taubaté por Tremembé. Depois seguirá pela Rod. Floriano Rodrigues Pinheiro, Rod. Carvalho Pinto e Rod. D. Pedro I até Bom Jesus dos Perdões.

Saindo da pista dupla para estradas interioranas em Bom Jesus dos Perdões, o ciclista seguirá por estradas que já são bem conhecidas dos nossos amigos randonneurs do RMC, seguindo por Piracaia, Joanópolis e Extrema (para matar saudade de um trecho do BRM 400 de Guararema), entrando no Sul de Minas pela Rod. Fernão Dias. O ciclista cruzará o Caminho da Fé em Estiva e seguirá até a cidade de Pouso Alegre.

Pelas rodovias do Sul de Minas, que margeiam a Serra da Mantiqueira, a rota seguirá por Santa Rita do Sapucaí até Piranguinho. De lá para São Lourenço, cruzando trechos da Estrada Real (e matando saudades do agora mítico BRM 600 de Cruzeiro). Passará por Caxambu, Bom Jardim de Minas e descerá até Santa Rita do Jacutinga para entrar no Estado do Rio de Janeiro. Primeira parada em Conservatória, depois Vassouras, Sacra Família do Tinguá, Eng. Paulo de Frontin, Piraí e Passa Três.

De Passa Três e Getulândia, a rota seguirá praticamente toda a extensão da Rod. dos Tropeiros, entrando no estado de São Paulo novamente por Bananal, passando por Arapeí, São José do Barreiro, Areias, Silveiras e Cruzeiro. De lá, a última perna passa por Cachoeira Paulista, Canas e Lorena – para enfim retornar para Guaratinguetá.

Preparem-se, pois terão mais de 14 mil metros de pirambas (altimetria acumulada)!

Nas próximas semanas publicaremos informações mais detalhadas sobre a rota e pontos de controle.

Posted in Audax, brevet 1000km, Guaratinguetá, inscrições, Randonnè, Sul de Minas | 8 Comments

BRM200 km e BRM400 km: Rotas para Garmin

Atendendo a pedidos, seguem os links para download das rotas do BRM200 e BRM400 de Guararema.

É só copiar o arquivo .TCX para o diretório NewFiles do seu Garmin.

BRM 200 km: 

https://www.dropbox.com/s/e0dkfqprc7iv8sh/BRM200KM_Guararema_20170211.tcx?dl=0

BRM 400 km: 

https://www.dropbox.com/s/iq7rg21fbxtio5k/BRM400KM_Guararema_20170211.tcx?dl=0

Posted in Uncategorized | Leave a comment

Briefing virtual: BRM 400km Guararema

Para quem ainda não sabe a rota do dia 11/02, aí vai ela:

mapa_brm400km

Trajeto BRM 400km Guararema

Documentação necessária para o dia:
Carta Rota – BRM400 KM

Percurso:
https://ridewithgps.com/routes/18298763

Sobre o percurso:
Tour por Guararema: Sairemos da Pousada Casarão San Domingos, passando pela Matriz, Estação de Trem e cruzaremos a ponte sobre o rio Paraíba. Após isso, iremos pelo bairro do Itapema até chegar na Freguesia da Escada.

Guararema – São Silvestre: Será pela Estrada Velha São Paulo-Rio. Está com acostamento em toda a sua extensão e não apresenta muitas surpresas. Só peço que prestem atenção ao viaduto nos  arredores de Guararema, pois, se pegarem o caminho errado irão sair na Ayrton Senna. O outro ponto de atenção é a entrada da D. Pedro. Mesmo sabendo que não tem como não ver, prestem atenção depois que passarem pelo bairro do Jardim São Silvestre.

São Silvestre-Bom Jesus dos Perdões: direto e reto, sem escalas, pela D. Pedro. Peço que tenham cuidado nas entradas e saídas da Ayrton Senna e da Rod. Presidente Dutra, de resto é tranquilo. Há alguns pontos de abastecimento na estrada, como o posto 24 horas Chaparral em Igaratá e o Auto Posto Vip’s Kids em Bom Jesus. O Vip’s Kids funciona até as 23:00 no sábado.

Bom Jesus dos Perdões-Piracaia: Assim que passar pela cidade de Bom Jesus, pegue a primeira saída a direita e seja feliz. A Rod. Jan Antonio Bata, ou SP-036, tem acostamento nela toda. Chegando em Piracaia, o Ponto de Controle ficará no Auto Posto Molon, na rotatória de entrada da cidade. Não tem como não ver.

Piracaia-Extrema: Após uma pequena navegação por Piracaia (dica de ouro, peguem a rua à esquerda do PC e sigam até o final. Não tem como errar!), continuem pela até chegar no trevo de Joanópolis (antes de chegar no trevo, prestem atenção nos locais onde estariam as represas do sistema Cantareira). Na rotatória de Joanópolis, peguem à esquerda e sigam em direção a Vargem/Bragança/Fernão Dias. Após uns 15km vocês chegarão ao acesso da Fernão Dias. Sigam em direção à Belo Horizonte. O PC de Extrema fica logo após a divida de Estados, no Posto Petrobrás.

Extrema-Camanducaia: Percurso na Fernão Dias com alguns trechos em aclive sem acostamento. Não tentem andar em grupelhos neste trecho pois há um bom fluxo de caminhões na via. Não há muito o quê dizer, só que devem prestar atenção sempre! Neste trecho há alguns acessos na pista para vilas, empresas e cidades. Prestem atenção ao cruzarem estes pontos. Chegando em Camanducaia eu sugiro que abasteçam de água, comida e o que acharem necessário, pois a subida para Monte Verde é pesada.

Camanducaia-Monte Verde: Siga as placas para Monte Verde e sejam felizes. Não tem como errar pois é a única estrada asfaltada da região. A estrada não possui acostamento e há alguns lugares para abastecimento. No retorno, é provável que não encontrem nada aberto. Também peço para que prestem atenção na movimentação da estrada pois há um certo tráfego de caminhões de eucaliptos e, além disso, é época de temporada e pode haver trânsito de automóveis para visitar Monte Verde. Assim, sempre que possível andem o mais próximo da borda da pista e aproveitem o visual. O PC de Monte Verde fica a 100 metros da rotatória de entrada da cidade, no Restaurante Galinha Caipira. Cuidado com buracos na pista.

O retorno é o mesmo percurso da ida. Não teremos ponto de controle em Extrema pois não há confirmação de postos abertos na Fernão Dias no período noturno. Sei de um posto perto da divisa de SP com MG, mas não consegui a confirmação de que o mesmo estará aberto. Sendo assim, no primeiro posto após Camanducaia, parem e se abasteçam.

Outro ponto a salientar é que no retorno pela Fernão Dias teremos um trecho de mais ou menos 2km sem acostamento nas redondezas de Extrema. Se estudarem bem o trajeto poderão ver que passa por dentro de Extrema.

O PC de Piracaia será no mesmo local. Após Piracaia não há mais postos abertos. Assim, saiam abastecidos de Piracaia.

Algumas outras recomendações:

  • Bicicleta revisada e em perfeitas condições;
  • Bomba de ar, câmeras, ferramentas básicas;
  • Lanterna em bom estado;
  • Pisca traseiro afixado na bicicleta. De preferência com pilhas;
  • Colete! Não esqueçam do colete. Se não tiver, procurem em lojas de equipamento de proteção individual ou colem fitas 3M (daquelas usadas por caminhões) na roupa. Se algum ciclista for pêgo sem o colete no período noturno, perderá o passaporte e, por conseqüência, o brevet;
  • Preciso falar do capacete?
  • Levem a bendita da manta térmica;
  • Cheguem no horário. Início da vistoria às 5:30, com término as 6:00. A largada será as 6:15. Para os atrasados, reabriremos a vistoria às 6:20 com término e fechamento da largada às 7:00;
  • Se preparem psicologicamente para o pedal. Não temos carro de apoio, resgate  e nem nada. Cada ciclista estará em uma jornada individual e, sendo assim, será responsável pela própria segurança e pela segurança do outro;
  • se hidratem e mantenham-se alimentados. Não pedalem com fome;
  • levem um celular carregado. Qualquer emergência, não hesitem em ligar para os números presentes no passaporte. Só não prometo que irei buscar ninguém pois também estarei pedalando.

Programação para o dia 11-12/02

  • Início da vistoria e assinatura dos termos de compromisso: 05:00;
  • Largada, às 06:00 (espero), na Pousada San Domingos: Estrada Antônio Leite Barbosa nº 2101 Lambari Guararema-SP;
  • Chegada no mesmo ponto da largada;
  • Distribuição de abraços e tapas nas costas conforme os ciclistas forem chegando e os passaportes auditados;

Postos de Controle (ainda em desenvolvimento)

PC Cidade Distância Total [km] Abertura Fechamento
Pousada Casarão San Domingos Guararema 0 06:15 07:00
Surpresa Guararema 0 06:35 06:55
Auto Posto Molon Piracaia 105.5 09:30 12:45
Posto Petrobrás Extrema 149 10:55 15:35
Restaurante Galinha Caipira Monte Verde 210 13:00 19:45
Auto Posto Molon Piracaia 315 16:30 02:45
Pousada São Domingos Guararema 406 19:45 09:15

Desistências:
A quem desistir, terá que pegar ônibus para São Paulo e lá, um outro para Mogi das Cruzes ou Guararema. Dependendo de onde estiver, há ônibus direto de Atibaia para Mogi das Cruzes. Este ônibus passa pelas cidades de Atibaia, Nazaré Paulista e Igaratá. Chegando em Mogi devem pedalar até Guararema. Assim, acho que dá mais trabalho desistir do quê continuar na prova.

Posted in Atibaia, brevet 400km, Briefing, Guararema, Igaratá, informações, LEL 2017, Mogi das Cruzes, Paris Brest Paris 2019, Randonnè | Leave a comment

Briefing virtual: BRM 200km de Guararema

Para quem ainda não viu a nova rota velha, a hora é agora:

mapa_brm200km

Trajeto BRM 200km Guararema

Documentação necessária para o dia:
Carta Rota – BRM200 KM

Links:
https://ridewithgps.com/routes/18305566

Um pequeno resumo do percurso:

Guararema-Mogi das Cruzes: Saindo do Hotel, sigam em direção à Mogi-Guararema e, chegando nela, sigam para Mogi das Cruzes e sejam feliz. A estrada apresenta acostamento em quase toda a sua extensão. O trecho mais longo sem acostamento é na subida da serra de Sabaúna, assim, muito cuidado nessa hora. Atenção na cidade de Mogi das Cruzes, vocês irão cruzar uma área urbana.

Mogi-Salesópolis: os 5 primeiros quilômetros não possuem acostamento. Acostamento somente depois do córrego Cocuera, na altura da Estrada do Nagao. Deve-se ter cuidado se você estiver com pneus finos pois a região integra o Cinturão Verde e há uma certa movimentação de máquinas agrícolas na pista, podendo sujar o acostamento com terra, areia e pedras. Assim, muita atenção para não levar chão!

Lembrem-se que o PC será em Biritiba!!!!

Salesópolis-Cedro: são aproximadamente 30km de uma região bucólica e montahosa. É uma região sem acostamento porém com pouco movimento. Mesmo assim, aconselho que os ciclistas mantenham à direita da pista e sempre prestando atenção na aproximação de veículos automotores. Muito cuidado na descida da serra para o bairro do Cedro pois há algumas curvas bem fechadas. O PC estará a uns 5km após o término das descidas.

Sobre o retorno para Guararema, as recomendações serão as mesmas para a ida ao Cedro.

Algumas recomendações:

  • Bicicleta revisada e em perfeitas condições;
  • Bomba de ar, câmeras, ferramentas básicas;
  • Lanterna pois não sabemos o que pode acontecer durante o dia. Vai que o dia vira noite (principalmente no retorno do Cedro. A região é frequentemente acometida por neblinas intensas);
  • Pisca traseiro afixado na bicicleta. De preferência com pilhas;
  • Colete! Não esqueçam do colete. Se não tiver, procurem em lojas de equipamento de proteção individual ou colem fitas 3M (daquelas usadas por caminhões) na roupa;
  • Preciso falar do capacete?
  • Cheguem no horário. Início da vistoria às 5:30, com término e largada às 6:00. Para os atrasados, reabriremos a vistoria as 6:20 com término e fechamento da largada às 7:00;
  • Se preparem psicologicamente para o pedal. Não temos carro de apoio, resgate  e nem nada. Cada ciclista estará em uma jornada individual e, sendo assim, será responsável pela própria segurança e pela segurança do outro.
  • se hidratem e mantenham-se alimentados. Não pedalem com fome.
  • Levem um celular carregado. Qualquer emergência, não hesitem em ligar para os números presentes no passaporte.
  • Aproveitem o trecho entre Mogi das Cruzes e Salesópolis, é um trecho bem plano e é uma boa oportunidade para ganhar tempo.
  • Almoço… Onde almoçar? Se estiver na pegada do jiraya, eu recomendo que almoçe em Salesópolis, após os 155km de prova. Perto da estrada da Petrobrás há o Restaurante Nhá Luz. Almoce lá e aproveite para tomar um suco de Cambuci e prepare o bolso. Uma opção mais barata é você ir para o centro de Salesópolis ou comer no restaurante que há no posto desativado perto do trevo para Santa Branca.

Programação para o dia 11/02

  • Início da vistoria e assinatura dos termos de compromisso: 5:30;
  • Largada, às 6:00, na Pousada Casarão San Domingo;
  • Chegada no mesmo ponto da largada;
  • Distribuição de abraços e tapinhas nas costas conforme os ciclistas forem chegando e os passaportes auditados;

Postos de Controle

PC Abertura Fechamento
Hotel San Domingo 6:00 7:00
Restaurante Rancho Tropeiro 7:30 09:00
Bairro do Cedro – Lanchonete da Rosana 09:30 13:00
Restaurante Rancho Tropeiro 11:20 16:30
Hotel San Domingo 13:00 19:30

Dúvidas? Procurem o balcão de informações ou comentem aqui no blogue.

Posted in Bairro do Cedro, brevet 200km, Briefing, Guararema, informações, LEL 2017, Mogi das Cruzes, Paris Brest Paris 2019, Randonnè | 2 Comments

Inscrições Abertas: BRM de 200 e 400 de Guararema

Esperamos que todos tenham aproveitado bastante o Natal e o Ano Novo!

O Randonneurs Mogi das Cruzes preparou dois bons presentes para vocês: um BRM 200 e BRM 400 km. Só que dessa vez os dois terão largada no mesmo horário.

Nada melhor do que duas opções de brevets para queimar os quilinhos extras das festas de final de ano, não é?

E para se inscrever é só ir até o menu Inscrições e escolher entre o BRM 200 e BRM 400. Lá você encontrará mais informações sobre o percurso e o processo de inscrição.

Aguardem mais informações até o final do mês de janeiro.

Feliz Natal e Ano Novo!

Feliz Natal e Ano Novo!

Posted in brevet 200km, brevet 400km, Guararema, Uncategorized | Tagged , , | Leave a comment

Briefing virtual: 300km de Mogi das Cruzes

Para quem ainda não viu a rota do BRM 300 de Mogi, aí vai ela:

brm-300km-mogi-das-cruzes

Percurso: https://ridewithgps.com/routes/17497996

GPX: https://goo.gl/olNFRg

Carta de Rota: BRM300km

Abaixo faremos uma pequena descrição do roteiro.

Descrição do Percurso: 
Mogi – Salesópolis: os 5 primeiros quilômetros não possuem acostamento. Acostamento somente depois do córrego Cocuera, na altura da Estrada do Nagao. Deve-se ter cuidado se você estiver com pneus finos pois a região integra o Cinturão Verde e há uma certa movimentação de máquinas agrícolas na pista, podendo sujar o acostamento com terra, areia e pedras. Assim, muita atenção para não levar chão!

Após passar por Salesópolis, pegaremos a estrada de Pitas, que é uma estrada sem acostamento, porém com movimento zero. Eu acredito que os ciclistas terão que correr de alguns cachorros nas proximidades do Bairro do Cedro e do Lajeado. O PC será no Bairro do Cedro no Restaurante da Rosana.

Bairro do Cedro – Jambeiro: Saindo do Restaurante da Rosana, continue na Estrada de Pitas sentido Tamoios e, chegando na Tamoios, siga sentido São José dos Campos. Cuidado no trecho em obras e, assim que passar a entrada para Salesópolis, cuidado com pedras que por ventura estejam no acostamento. Como a estrada é recém reformada, em alguns pontos rolaram algumas pedras dos morros que foram cortados no processo de duplicação. Outro ponto interessante de salientar é que estão reformando as passarelas e, devido à isso, podem encontrar com trechos sem acostamento. No dia do levantamento do 300 realizado pelo mano Aurélio e posteriormente pelo Wanderson e Rafael só existia um ponto com passarela em manutenção, porém este processo pode ser mais  dinâmico.

Após passarem pela bela Paraibuna, continuem por mais alguns quilômetros até acessarem a entrada de Jambeiro. Da Tamoios até Jambeiro são 9km bem ardidos. Há uma pequena serra para chegar em Jambeiro. A estrada está perfeita, sem acostamento em muitos trechos porém o movimento será baixo de madrugada. O ponto de controle será na Padaria São José, no centro de Jambeiro, porém ela só abrirá às 6:00. Quem chegar antes das 6:00 deverá tirar uma foto do estabelecimento e se dirigir até o próximo PC, a 16km.

2016-02-14 20.16.26

Jambeiro-Caçapava: saindo de Jambeiro, sigam em direção à Caçapava pela Estrada velha Jambeiro-Caçapava. Apreciem a subida e tomem cuidado em uma ponte que está em reforma no meio da descida para Piedade. Após Piedade, acesse a Rodovia Carvalho Pinto no sentido interior. O PC será no posto Olá, na Rod. Carvalho Pinto.

2016-02-14 20.34.16

Caçapava-Igaratá: Saindo do posto Olá, siga sentido capital pela carvalho Pinto. O acostamento da Carvalho Pinto é um pouco rugoso em algumas partes, porém dá para ir tranquilamente. Está com alguns pontos com sujeira, cacos de vidro e etc. Muita atenção nestes pontos. Como a distância entre Caçapava e Igaratá é grande, podem considerar parar no Frango Assado de São José para abastecer, comer  alguma coisa e prosseguir viagem. Passem os três túneis e peguem a D. Pedro em direção à Campinas. Com mais 22km vocês estarão no trevo de Igaratá, prossigam, peguem a marginal e atravessem para o outro lado da D. Pedro, parando no Posto e Restaurante Chaparral.

chaparral

Igaratá – Arujá: Trecho novo nos BRMs mogianos. Saindo do Bar do Corote, sigam pela SP-056, que liga as cidades de Igaratá à Santa Isabel. A estrada está um brinco, só peço cuidado nas curvas pois estão cheio de sujeira e que podem derrubar alguém. Nos trechos de ponte não há acostamento, então, sempre prestem atenção para se certificar de que não há nenhum carro por perto.

IMG_20160206_154338253

Chegando nas imediações da estrada do Ouro Fino, sigam por ela. A estrada do Ouro Fino é uma estrada vicinal, de movimento razoável. Prestem atenção na paisagem, sem tirar os olhos das inúmeras lombadas que aparecem em em cada fundo de vale. Quando fiz o levantamento do 200, quase levei um tombo no meio desta estrada por conta de uma lombada. Esta estrada termina em uma rotatória, siga em direção à Arujá por uns 200m. O ponto de controle de Arujá é antes de chegar à cidade, no posto Ville.

2016-02-14 22.14.52

Arujá – Santa Isabel: Saindo do Posto Ville, sigam na SP-056 em direção à Santa Isabel. Não tem muito o que dizer deste trecho… Só que, como diz o mano Cabeção, só tem descida no rolê. Coloquei um PC em Santa isabel, mesmo estando somente 15km do de Arujá, somente para que não sintam vontade de ir para Mogi diretamente pela Mogi-Dutra. O PC de Santa Isabel é uma foto do portal da cidade, localizado a um quilômetro da mesma. Se não possuírem smartphone, podem comprar alguma coisa na cidade mesmo que isso já comprova a passagem pela localidade.

PC-Santa Isabel

Santa Isabel – Mogi: Após o portal de Santa Isabel, vocês entrarão na cidade. Como passarão em um final de domingo, eu espero que a cidade esteja movimentada. Assim, TODO CUIDADO É POUCO!

Sigam em direção à Dutra. Tomem cuidado com o acostamento assim que passarem pelo segundo portal de Santa Isabel. Há alguns trechos bem curtos que o acostamento está bom, mas sorrateiramente ele se torna um mix de terra e buracos. O meu conselho é que, na subida prossigam o mais perto possível da faixa, e na descida para chegar na Dutra, andem na pista. Na descida até tem acostamento, porém a alguns metros da Dutra ele some e isso pode causar acidentes. Cruzando a Dutra vocês chegarão em uma estradinha vicinal conhecida como Estrada do Bem-te-vi. Prossigam por ela até chegarem na Mogi-Dutra.

Chegando na Mogi-Dutra, sigam em direção à Mogi das Cruzes. Cuidados nos pontos de acesso à Rod. Ayrton Senna. Este último trecho é um trecho de serra onde vocês atravessarão a famosa Serra do Itapety. Talvez eu fale alguma abobrinha aqui, mas acho que este é o ponto mais alto do percurso. Após atravessar a serra, entrem na rotatória do Homem de Lata e sigam em direção à Estação Estudantes. A chegada será em frente à Universidade de Mogi das Cruzes.

Algumas recomendações:

  • Bicicleta revisada e em perfeitas condições;
  • Bomba de ar, câmeras, ferramentas básicas;
  • Lanterna pois não sabemos o que pode acontecer durante o dia. Vai que o dia vira noite (principalmente no retorno do Cedro. A região é frequentemente acometida por neblinas intensas);
  • Pisca traseiro afixado na bicicleta. De preferência com pilhas;
  • Colete! Não esqueçam do colete. Se não tiver, procurem em lojas de equipamento de proteção individual ou colem fitas 3M (daquelas usadas por caminhões) na roupa;
  • Preciso falar do capacete?
  • Cheguem no horário. Início da vistoria às 22:15 e saída às 23:00 (espero) sem atraso;
  • Se preparem psicologicamente para o pedal. Não temos carro de apoio, resgate  e nem nada. Cada ciclista estará em uma jornada individual e, sendo assim, será responsável pela própria segurança e pela segurança do outro.
  • se hidratem e mantenham-se alimentados. Não pedalem com fome.
  • levem um celular carregado. Qualquer emergência, não hesitem em ligar para os números presentes no passaporte.
  • Aproveitem o trecho entre Mogi das Cruzes e Salesópolis, é um trecho bem plano e é uma boa oportunidade para ganhar tempo.
  • Almoço… Onde almoçar? Estou imaginando que o pessoal terá fome quando chegar em Igaratá. O PC será em um restaurante, podem comer por lá. Se não quiserem, há outras opções bem perto do PC.
  • Antes da estrada do Ouro Fino há um ponto onde vende açaí, água de coco e outras coisas. Acho que pode ser salutar dar uma parada lá.

Programação para o dia 10/12

  • Início da vistoria e assinatura dos termos de compromisso: 22:00;
  • Largada, às 23:00 (espero), em frente à UMC;
  • Chegada no mesmo ponto da largada;
  • Distribuição de certificados conforme os ciclistas forem chegando e os passaportes auditados;

Postos de Controle

PC Abertura Fechamento
Mogi das Cruzes – UMC 23:00 00:00
Paraibuna – Bar da Rosana 01:30 03:50
Jambeiro – Padaria São José 03:06 07:00
Caçapava – Olá 04:00 8:45
Igaratá – Restaurante Chaparral 06:40 13:40
Arujá – Posto Ville 07:40 15:35
Portal de Santa Isabel 08:05 16:20
Mogi das Cruzes – Hotel Ibis 09:30 19:00
Posted in Uncategorized | Leave a comment

Briefing virtual: 200km Mogi das Cruzes

Para quem ainda não viu a rota do BRM 200 de Mogi, aí vai ela:

BRM 200km Mogi das Cruzes

Rota do BRM 200km de Mogi das Cruzes.

Percurso: https://ridewithgps.com/routes/12074089

GPX: https://goo.gl/q9BkCm

Carta de Rota: BRM 200 km

Este percurso será um pouco diferente dos que habitualmente fazemos em Mogi das Cruzes. O principal aspecto é que faremos um circuito, então apertem os cintos pois irão conhecer regiões interessantes do Alto Tietê e do Vale do Paraíba.

Descrição do Percurso: 
Mogi – Salesópolis: os 5 primeiros quilômetros não possuem acostamento. Acostamento somente depois do córrego Cocuera, na altura da Estrada do Nagao. Deve-se ter cuidado se você estiver com pneus finos pois a região integra o Cinturão Verde e há uma certa movimentação de máquinas agrícolas na pista, podendo sujar o acostamento com terra, areia e pedras. Assim, muita atenção para não levar chão!
O PC será na Mercearia Nhá-Luz, situada alguns metros após a entrada da Estrada da Petrobrás. Cheguem lá, comam alguma coisa (o Seu Zé tem somente paçoca e água. Lanche, só na cidade.), conversem com o Seu Zé e vazem. Lembrem-se que os PCs são lugares hostis e que vocês devem ficar pouco tempo lá. Todo tempo é precioso!

Salesópolis – Igaratá:  Retornem para Salesópolis e, após passar pelo centro, peguem a nossa estrada amiga, SP-77,mais conhecida como Nilo Máximo. O asfalto na Nilo está muito bom, só peço cuidado nas curvas, para que não comprem um terreno por lá.
Após a cruzarem Santa Branca (lembrem-se de pegar água na cidade), continuem na SP-77 sentido Carvalho Pinto. Chegando na Carvalho Pinto, ou SP-70, sigam em direção à São Paulo. O acostamento da Carvalho Pinto é um pouco rugoso em algumas partes, porém dá para ir tranquilamente. Está com alguns pontos com sujeira, cacos de vidro e etc. Muita atenção nestes pontos. Passem os três túneis e peguem a D. Pedro em direção à Campinas. Com mais 22km vocês estarão no trevo de Igaratá, entrem na cidade. O PC será no bar e restaurante do Corote.

IMG_20160206_143239898

PC-Igaratá

Igaratá – Arujá: Trecho novo nos BRMs mogianos. Saindo do Bar do Corote, sigam pela SP-056, que liga as cidades de Igaratá à Santa Isabel. A estrada está um brinco, só peço cuidado nas curvas pois estão cheio de sujeira e que podem derrubar alguém. Nos trechos de ponte não há acostamento, então, sempre prestem atenção para se certificar de que não há nenhum carro por perto.

IMG_20160206_154338253

Estrada do Ouro Fino

Chegando nas imediações da estrada do Ouro Fino, sigam por ela. A estrada do Ouro Fino é uma estrada vicinal, de movimento razoável. Prestem atenção na paisagem, sem tirar os olhos das inúmeras lombadas que aparecem em em cada fundo de vale. Quando fiz o levantamento do 200, quase levei um tombo no meio desta estrada por conta de uma lombada. Esta estrada termina em uma rotatória, siga em direção à Arujá por uns 200m. O ponto de controle de Arujá é antes de chegar à cidade, no posto Ville.

2016-02-14 22.14.52

PC-Arujá

Arujá – Santa Isabel: Saindo do Posto Ville, sigam na SP-056 em direção à Santa Isabel. Não tem muito o que dizer deste trecho… Só que, como diz o mano Cabeção, só tem descida no rolê. Coloquei um PC em Santa isabel, mesmo estando somente 15km do de Arujá, somente para que não sintam vontade de ir para Mogi diretamente pela Mogi-Dutra. O PC de Santa Isabel é uma foto do portal da cidade, localizado a um quilômetro da mesma. Se não possuírem smartphone, podem comprar alguma coisa na cidade mesmo que isso já comprova a passagem pela localidade.

PC-Santa Isabel

PC-Santa Isabel

Santa Isabel – Mogi: Após o portal de Santa Isabel, vocês entrarão na cidade. Como passarão em um final de sábado, eu espero que a cidade esteja movimentada. Assim, TODO CUIDADO É POUCO!

Sigam em direção à Dutra. Tomem cuidado com o acostamento assim que passarem pelo segundo portal de Santa Isabel. Há alguns trechos bem curtos que o acostamento está bom, mas sorrateiramente ele se torna um mix de terra e buracos. O meu conselho é que, na subida prossigam o mais perto possível da faixa, e na descida para chegar na Dutra, andem na pista. Na descida até tem acostamento, porém a alguns metros da Dutra ele some e isso pode causar acidentes. Cruzando a Dutra vocês chegarão em uma estradinha vicinal conhecida como Estrada do Bem-te-vi. Prossigam por ela até chegarem na Mogi-Dutra.

Chegando na Mogi-Dutra, sigam em direção à Mogi das Cruzes. Cuidados nos pontos de acesso à Rod. Ayrton Senna. Este último trecho é um trecho de serra onde vocês atravessarão a famosa Serra do Itapety. Talvez eu fale alguma abobrinha aqui, mas acho que este é o ponto mais alto do percurso. Após atravessar a serra, entrem na rotatória do Homem de Lata e sigam em direção à Estação Estudantes. A chegada será em frente à Universidade de Mogi das Cruzes.

 

Algumas recomendações:

  • Bicicleta revisada e em perfeitas condições;
  • Bomba de ar, câmeras, ferramentas básicas;
  • Lanterna pois não sabemos o que pode acontecer durante o dia. Vai que o dia vira noite (principalmente no retorno do Cedro. A região é frequentemente acometida por neblinas intensas);
  • Pisca traseiro afixado na bicicleta. De preferência com pilhas;
  • Colete! Não esqueçam do colete. Se não tiver, procurem em lojas de equipamento de proteção individual ou colem fitas 3M (daquelas usadas por caminhões) na roupa;
  • Preciso falar do capacete?
  • Cheguem no horário. Início da vistoria às 6:15 e saída às 7:00 (espero) sem atraso;
  • Se preparem psicologicamente para o pedal. Não temos carro de apoio, resgate  e nem nada. Cada ciclista estará em uma jornada individual e, sendo assim, será responsável pela própria segurança e pela segurança do outro.
  • se hidratem e mantenham-se alimentados. Não pedalem com fome.
  • levem um celular carregado. Qualquer emergência, não hesitem em ligar para os números presentes no passaporte.
  • Aproveitem o trecho entre Mogi das Cruzes e Salesópolis, é um trecho bem plano e é uma boa oportunidade para ganhar tempo.
  • Almoço… Onde almoçar? Estou imaginando que o pessoal terá fome quando chegar em Igaratá. O PC será em um restaurante, podem comer por lá. Se não quiserem, há outras opções bem perto do PC.
  • Antes da estrada do Ouro Fino há um ponto onde vende açaí, água de coco e outras coisas. Acho que pode ser salutar dar uma parada lá.

 

Programação para o dia 10/12

  • Início da vistoria e assinatura dos termos de compromisso: 06:00;
  • Largada, às 07:00 (espero), em frente à UMC;
  • Chegada no mesmo ponto da largada;
  • Abraços e tapinhas nas costas conforme os ciclistas forem chegando e os passaportes auditados;

Postos de Controle

PC Abertura Fechamento
Mogi das Cruzes – UMC 7:00 8:00
Mercearia Nhá Luz 08:30 10:05
Restaurante Corote 10:50 14:45
Posto Ville 11:50 16:50
Portal de Santa Isabel 12:20 17:40
Mogi das Cruzes – UMC 13:45 20:30

Dúvidas? Procurem o balcão de informações ou comentem aqui no blogue.

Posted in brevet 200km, Briefing, informações, inscrições, LEL 2017, Mogi das Cruzes, Paris Brest Paris 2019 | Leave a comment

Super Randonnée Guaratinguetá – inscrições reabertas

Depois de um longo inverno recebemos os passaportes e as flâmulas da Super Randonnée Guará.

Sendo assim, quem quiser se inscrever, é só ir lá no menu Inscrições e preencher o formulário.

00d4e44c5fa83fbb72d2b24e0c68cd4b

E o cadeado se abriu

Posted in inscrições, Uncategorized | Leave a comment

Inscrições abertas: BRM de 200 e 300 de Mogi das Cruzes

Temporada nova, desafios novos!

Vamos tirar a poeira da bicicleta, colocar o brio randonneur à prova e conhecer lugares novos?

Pois bem, as inscrições para os brevets mais charmosos de Mogi das Cruzes estão abertas. O esquema para se inscrever é o mesmo de sempre: vá lá no menu Inscrições e parta para a brincadeira.

Teremos algumas novidades que informarei em um próximo post.

velodixi__49067-1449758735-1280-1280

Le Velo Dixi, 1920

Posted in brevet 200km, brevet 300km, inscrições, LEL 2017, paraibuna, Paris Brest Paris 2019, Randonnè | 7 Comments

Super Randonnée Guaratinguetá – um ano depois

Randonneurs do meu Brasil varonil.

Estamos a exatamente um ano com a Super Randonnée em operação no Brasil. Para quem ainda não sabe o que é, sugiro que verifique a página sobre o assunto aqui no blog.

Tivemos 38 inacritos. Destes 35 foram para Guaratinguetá pedalar o percurso. No final, tivemos 18 pessoas que completaram no tempo e 17 que não completaram.

Um fato interessante é que só houve inscrições para o modelo Randonneur, ninguém se interessou em fazer no modo Turista. Por que será?

Pelo índice de pessoas que completaram eu acho que a prova está um pouco difícil, como deve ser. A outra possibilidade é que os candidatos não estejam a altura da dificuldade da prova. Qual é a sua opinião sobre isso?

Sobre o tempo total, estamos com uma média de 48 horas.

Abaixo seguem alguns gráficos que compilei com os dados apresentados no texto:

sr_homologados

Homologados vs Não Homologados

 

sr_indice_completeza

Total geral

 

sr_tempo-de-conclusao

Tempo médio de conclusão

Posted in aleatório, Guaratinguetá, Mogi das Cruzes, Paris Brest Paris 2019, resultados, Super Randonnée | 7 Comments